Broken Mirror | Evening Sky: fotografias de Bing Wright

Não raramente, as experiências de fotografia com espelhos trazem resultados inesperados e surreais. Muito além do selfie, o reflexo proporciona ilusões e confunde o olhar, colocando a fotografia numa dimensão inusitada, que quase não lhe é própria.


Foi o que o fotógrafo norte-americano Bing Wright fez em sua série Broken Mirror/Evening Sky. Ele criou mosaicos coloridos e confusos com espelhos quebrados, mostrando de um jeito totalmente novo o entardecer. O efeito do céu dramático capturado através das rachaduras pretas lembram a poesia dos vitrais.


As cores e formas do pôr do sol fascinam os mais insensíveis. Em uma obra bastante colorida e confusa, mas ao mesmo tempo simples, o fotógrafo captura a beleza do fragmentado e do efêmero.


Wright expôs esse trabalho em algumas galerias norte-americanas. Sua obsessão por espelhos aparece em trabalhos anteriores menos coloridos, como Broken Mirror on Mirror e Silver on Mirror, que você pode conferir no site do fotógrafo: http://www.bingwright.com/


Confira algumas fotos do projeto Broken Mirror/Evening Sky:













Ana Claudia Lubitz

Psicóloga por profissão, atua em consultório há 15 anos como especialista em Terapia Cognitivo Comportamental. Na mesma época em que se encontrou em sua prática clínica, se apaixonou pela fotografia. Tem duas exposições individuais: “Amazônia Refletida” (2015) e “Outra Superfície” (2012) e algumas colaborações em exposições coletivas, jornais e revistas de Santa Catarina.



Oficina Palimpsestus - 2020. Todos os direitos reservados.