Yun Jung Im traduz Yi Sang



Um poema de Yi Sang (이상 - Coreia do Sul, 1910-1937) traduzido pela professora de Língua Coreana da USP Yun Jung Im.


Yi Sang foi poeta e escritor. Seu nome verdadeiro, Kim He-Kyong, foi abandonado aos 23 anos, quando adotou para si o nome com o qual ficou conhecido. A escolha não foi ao acaso: a partir da seleção e da combinação de diferentes ideogramas tanto do hangul quanto do hanja sino-coreano, e aproveitando as semelhanças morfológicas, homofonias e deslocamentos semânticos, Kim chegou ao nome Yi Sang, que significa “forma estranha”, “anormal”, mas também “daqui para cima” e “mudança de pólos da voltagem ou da corrente elétrica”. Uma combinação ideogrâmica em especial faz com que o nome Yi Sang também seja traduzido como “Sr.Caixa”, uma das principais acepções com a qual o poeta é associado.


Yi Sang seguiu a carreira da Arquitetura, tendo se formado como projetista. Também foi aspirante a pintor e capista, com algumas contribuições em periódicos. No entanto, Yi Sang levou uma vida de penúrias e muita displicência: acometido de tuberculose, era boêmio e preguiçoso, sendo não só demitido de todos os trabalhos que conseguia como levava à falência os próprios empreendimentos.


Publicado em 1934, seu livro Olho-de-corvo (오감도) teve uma péssima recepção: considerado de difícil compreensão, incomum, indecoroso, de mau gosto e de mau agouro até, custou ao poeta a pouca reputação que tinha e a confirmação de um fracasso que só seria resgatado e relido 20 anos após a morte de Yi Sang. Hoje, ele é considerado o nome mais radical e um dos melhores poetas da vertente experimentalista da poesia coreana moderna.


O poema aqui apresentado é o “Poema N. 5” (시 제5호), de uma série de 15 que compõem a obra Olho-de-corvo (originalmente, a obra deveria ter 30 poemas, caso a recepção negativa não interrompesse o ciclo de publicação). Aqui no Brasil, a obra de Yi Sang está traduzida pela professora e tradutora Yun Jung Im - a quem agradecemos por ter aceito o nosso convite e gentilmente autorizado esta publicação - e publicada na edição n.8 da revista Coyote (2003) e, em especial, na obra Olho-de-corvo e outras obras de Yi Sang (Perspectiva, 1999), com revisão de Haroldo de Campos. Recentemente, uma tradução da obra de Yi Sang em inglês foi publicada pela editora Wave Books.


Yun Jung Im é tradutora e professora de Língua Coreana da USP. Entre as suas traduções estão O Pássaro que Comeu o Sol - Poesia Moderna da Coréia (Ficções Editora, 1993), Sijô – Poesiacanto coreana clássica (em parceria com Alberto Marsicano (Iluminuras, 1994), Contos contemporâneos coreanos (Landy, 2009), A vegetariana, de Han Kang (Devir, 2013), Contos da tartaruga dourada, de Kim Si-seup (Editora Liberdade, 2017) e Chiclete, de Kim Ki-taek (7Letras, 2018), além de vários outros livros infantis e juvenis de autores coreanos.








Oficina Palimpsestus - 2020. Todos os direitos reservados.